Manta de Bebê em crochê


Material utilizado

Fio Mollet
4 novelos cru
1 novelo amarelo
1 novelo branco
sobras de 1 novelo laranja

Ponto V - múltiplo de 3
Montar correntinhas em número múltiplo de 3 acrescentar mais 5 correntinhas no final

Primeira carreira - base - 1 ponto alto na quarta correntinha a partir da agulha, pular 2 correntinhas,  na próxima fazer 1 ponto alto, 1 correntinha e 1 ponto alto (tudo na mesma correntinha)

Continuar fazendo 1 ponto alto, 1 correntinha e 1 ponto alto e pulando 2 correntinhas até o final, terminando com 1 ponto alto na última correntinha.

Segunda carreira - fazer 3 correntinhas e virar. A seguir, um V dentro do V da carreira de base: 1 ponto alto, 1 corrente e 1 ponto alto dentro do V da carreira anterior. Prosseguir da mesma forma até o fim, terminando com 1 ponto alto nas 3 correntes para virar da carreira anterior.








Borda a seu critério. Fiz uma borda em picô simples.

Tutoriais para esta manta:

Ponto V no canal Blossom Crochet (em inglês)
Borda em Picô no canal Creative Grandma (em inglês)





Para Minha Casa dos Sonhos, por Paula Mello. Todos os direitos reservados - 2020


QUERO LER O POST COMPLETO

Xale simples triangular em tricô

Xale Triangular Simples blog Para Minha Casa dos Sonhos

Um xale triangular é bem fácil de fazer.

Comece com 3 pontos na agulha. Faça 9 carreiras em cordões de tricô. Gire o trabalho e levante pontos na lateral dessa "tripinha" que acabou de fazer (serão 7 pontos) um em cada carreira logo abaixo da agulha. Levante mais 3 pontos em cima dos pontos de base (os 3 primeiros montados na agulha).

Temos no total agora 10 pontos, que serão o início do xale. Coloque um marcador para saber onde é o avesso e onde é o direito, se achar necessário e coloque um marcador antes e um marcador depois do quinto ponto, que é o meio do trabalho.

A seguir, comece trabalhando (se for fazer igual ao meu) meia no direito e tricô no avesso, sempre fazendo:

3 pontos de borda, em meia
1 laçada
meia até o marcador
1 laçada
1 meia
1 laçada
meia até os últimos 3 pontos
3 pontos de borda em meia

Os 3 pontos de borda devem ser trabalhados em meia tanto no direito quanto no avesso.

Os aumentos em cada carreira, portanto, são: 1 na borda esquerda, 2 no centro (um aumento antes e um aumento depois do ponto central) e 1 aumento na borda direita, ou seja, 4 aumentos a cada carreira.

Trabalhe até atingir o tamanho desejado, no meu caso o comprimento total ficou com 70 cm. Não medi de uma ponta a outra! E o xale já foi presenteado.

A borda final você pode fazer simplesmente em cordões de tricô (meia no direito e no avesso) ou outro ponto que quiser. Ela é necessária para o trabalho não enrolar.

No meu caso, dividi os pontos totais da borda em múltiplos de 14 pontos (coloque um marcador a cada 14 pontos para não se atrapalhar) e trabalhei  10 carreiras assim:

Ponto fantasia (sobre os 14 pontos)

1 meia
1 laçada
4 meias
2 pontos juntos em meia
1 mate simples (1 ponto sem fazer em meia, 1 meia, passe o ponto sem fazer sobre o meia feito)
4 meias
1 laçada
1 meia

Avesso em tricô. Fiz mais 6 carreiras em cordões de tricô.

Arrematei todos os pontos.

Xale Triangular Simples blog Para Minha Casa dos Sonhos


Xale Triangular Simples blog Para Minha Casa dos Sonhos

Para este xale usei 2 novelos de lã mollet natural e sobras de lã amiga na parte colorida, mais sobras de lã mollet de outro tom de bege para a borda final. Foi feito com agulhas número 6.

Um trabalho muito gostoso de fazer, fácil, cresce bem depressa, fica lindo e quentinho e é uma boa dica de presente bom, bonito, barato e muito útil, além de ser exclusivo! Você pode usar sobras de lã para criar listras coloridas, pode fazer de uma cor só ou de várias, enfim, dá para inventar muito com este modelinho básico.

Bons tricôs!



Para Minha Casa dos Sonhos, por Paula Mello. Todos os direitos reservados.

QUERO LER O POST COMPLETO

Echarpe Shirley em tricô




Echarpe Shirley em tricô fácil com picôs na borda muito linda!

Uma echarpe ou quase um cachecol, bem simples e fácil de fazer.

Echarpe Shirley em tricô fácil com picôs na borda muito linda!

Colocar 5 pontos na agulha.

1a. carr. em meia
2a. carr. 1 sem fazer em meia, meia até os 2 últimos pontos, 1 laçada, 1 meia, 1 MUP.
3a. carr. 5 meia, P4S5, meia até o fim.
4a. carr. 1 sem fazer em meia, meia até o fim.
5a. carr. em meia
6a. carr. 1 sem fazer em meia, meia até o fim.
7a. carr. em meia

Repetir 38 vezes as 7 carreiras = metade da echarpe.

A seguir

1a. carr. 1 sem fazer em meia, meia até os 3 últimos pontos, 1 laçada, 2 juntos em meia, 1 MUP.
2a. carr. 5 meia, P4S5, meia até o fim.
3a. carr. 1 sem fazer em meia, meia até os 3 últimos pontos, 2 juntos em meia, 1 meia
4a. carr. em meia
5a. carr. 1 sem fazer em meia, meia até o fim.
6a. carr. em meia

Repetir até ficar com 5 pontos na agulha, terminando na 6a. carreira. Trabalhar a 1a e a 2a carreiras mais uma vez e arrematar.

Abreviações:

MUP = picô - 5 meias no mesmo ponto da seguinte forma: meia pegando pela frente, meia por trás, frente, trás e frente

P4S5 = passar 4 pontos sobre 5 pontos da seguinte forma: passar o 4o. ponto sobre o 5o., depois o 3o., o 2o. e o primeiro. É como arrematar 5 pontos.

Receita original com ag. 6 - 18 pontos X 30 carr = 10 X 10 cm.
Usei lã Sedificada Pingouin cor Hierro 5794 foram quase 2 novelos e agulhas 5,5 m.

Receita original MINIE SCARF por Jumper Cables clique aqui para ir ao Ravelry.

Echarpe Shirley em tricô fácil com picôs na borda muito linda!


Echarpe Shirley em tricô fácil com picôs na borda muito linda!

Fica muito lindo por causa dos picôs nas bordas. Vale a pena fazer pois é fácil e rápido. Você pode alterar os pontos iniciais para fazer bem maior e ficar como um xale.


beijos até o próximo projeto!




QUERO LER O POST COMPLETO

Xale Kindness Pink



Gostei tanto deste modelo que já fiz vários, para presentear e alguns para doar. A receita é simples, a gente vai fazendo, fazendo e fica lindíssimo!!

A tradução da receita, autorizada pela designer que criou o modelo, está no post:

Tradução do Xale Kindness

Utilizei 2 novelos de fio Cisne Cake  e como as passagens de cor são meio irregulares, eu acabei cortando o fio e montando as cores, para não ficar uma cor no meio da outra, entende? Assim ficaram em faixas regulares. Dá trabalho e fica um monte de fio para arrematar. A melhor solução seria usar novelos separados para cada cor. Enfim, fiquei satisfeita com o resultado, apesar de ter o trabalho de separar os tons, o fio é muito macio e uma delícia de se tricotar.


Não medi e agora ele já foi, mas ficou bem grande. E macio!


A única coisa que eu mudei do original foi a borda, que eu fiz com outro ponto, a partir da carreira 93. Você pode usar qualquer ponto rendado que desejar, como o ponto pavão, por exemplo, só tem que contar os pontos antes de iniciar para ver quantas repetições serão necessárias e uma dica boa é colocar marcadores no início e no fim de cada repetição, pra não se perder no meio =)


Feito com fio Cisne Cake, usei dois novelos da cor mescla rosa referência 0038.



https://www.bazarhorizonte.com.br/fio-cisne-cake-100g-023737/p?utm_source=afiliados&utm_medium=cozinhadoquintal




Receita Original no Ravelry - Jaala Spiro Designs
Tradução autorizada pela autora.


Para Minha Casa dos Sonhos. Todos os direitos reservados. 2017.

QUERO LER O POST COMPLETO

Tradução do Xale Kindness

Xale de tricô fácil de fazer, modelo Kindness. Tradução para o português Paula Mello.

A receita original pede lã bem fina. Este eu fiz com 2 novelos de lã Batik, nas agulhas número 5. Fiz um com lã de bebê, um novelo de 100g dá, mas o tamanho do xale fica bem menor e demora bem mais para fazer. Em breve coloco aqui.


Kindness Shawl por Jaala Spiro
Tradução Paula Mello

Amostra 18 p X 30 carreiras = 10 cm.
Agulhas circulares para acomodar todos os pontos 4 mm
Lã de bebê/fingering

Abreviações utilizadas

m - meia
laç - laçada
KFB - “knit front and back” = fazer um ponto meia na alça da frente do ponto da carreira e a seguir, sem derrubar o ponto, fazer mais um ponto meia na alça de trás do ponto.
M1 - make one = fazer um ponto no fio horizontal que se forma entre um ponto e outro.
2 jm - dois juntos em meia

Preparação

Montar 3 p. e tricotar 6 carreiras em cordões de tricô (meia no direito e no avesso). Levantar 3 pontos na borda das carreiras e levantar mais 3 pontos na primeira carreira do trabalho onde os pontos foram colocados = 9 pontos na agulha. DICA: faça a montagem e as carreiras iniciais com agulha um número maior.

Corpo do Xale Kindness

1a. Carreira - 3 m, 1 laç (1 m, 1 laç) repetir 3 vezes, 3 m
= 13 p.

2a. Carreira e todas as pares (avesso) - 3 m, tricô até os 3 últimos pontos, 3 m

3a. Carreira - 3 m, 1 laç, 7 m, 1 laç, 3 m
= 15 p.

5a. Carreira - 3 m, 1 laç, (1 m, 1 laç) repetir 9 vezes, 3 m
= 25 p.

Carreiras 6 a 20
Direito: 3 m, 1 laç, meia até os últimos 3 p, 1 laç, 3 m
Avesso: 3 m, tricô até os últimos 3 p, 3 m
= 39 p.

21a. Carreira - 3 m, 1 laç ( 2m, 1 laç) repetir 15 vezes, 3 m, 1 laç, 3 m
= 56 p.

Carreiras 22 a 32
Direito: 3 m, 1 laç, meia até os últimos 3 p, 1 laç, 3 m
Avesso: 3 m, tricô até os últimos 3 p, 3 m
= 66p.

33a. Carreira - (3 m, 1 laç) repetir 21 vezes, 3 m
= 87p



Carreiras 34 a 44
Direito: 3 m, 1 laç, meia até os últimos 3 p, 1 laç, 3 m
Avesso: 3 m, tricô até os últimos 3 p, 3 m
= 97p.

45a. Carreira - 3m, 1 laç, (4m, 1 laç) repetir 22 vezes, 3 m, 1 laç, 3 m
= 121p.

Carreiras 46 a 56
Direito: 3 m, 1 laç, meia até os últimos 3 p, 1 laç, 3 m
Avesso: 3 m, tricô até os últimos 3 p, 3m
= 131p.

57a. Carreira - 3 m, 1 laç, (5m, 1 laç) repetir 25 vezes, 3 m
= 157 p.

Carreiras 58 a 68
Direito: 3 m, 1 laç, meia até os últimos 3 p, 1 laç, 3 m
Avesso: 3 m, tricô até os últimos 3 p, 3 m
= 167 p.

69a. Carreira - 3 m, 1 laç (6 m, 1 laç) repetir 26 vezes, terminar com 5 m, 1 laç, 3 m
= 195 p.


Carreiras 70 a 80
Direito: 3 m, 1 laç, meia até os últimos 3 p, 1 laç, 3 m
Avesso: 3 m, tricô até os últimos 3 p, 3 m
=  205 p.

81a. Carreira - 3 m, 1 laç, (8 m, M1) repetir 24 vezes, 7 m, 1 laç, 3 m
= 231 p.

82a. Carreira - em meia

Início da Sessão Rendada

Trabalhe os 3 pontos de borda normalmente, sempre em meia, mas não faça aumentos (laçadas).

Lace Mesh - Malha rendada - repetir as 4 carreiras do ponto 2 vezes, da seguinte forma:

83a. Carreira - 3m (borda), 2 m, * 1 laç, 1 sem fazer em meia, 2 m, passar o sem fazer sobre os 2 m * - repetir de * a * terminar com 1 m mais os 3 m (borda)

84a. Carreira - 3 m, tricô até os últimos 3 pontos, 3 m

85a. Carreira - 3 m (borda), * 1 m, 1 sem fazer em meia, 2 m, passar o sem fazer sobre os 2 m, 1 laç * - repetir de * a * terminar com 2 m mais os 3 m (borda)

86a. Carreira - 3 m, tricô até os últimos 3 pontos, 3 m

Carreiras 87 a 90 - Repetir as carreiras 83 a 86 (Lace Mesh/Malha Rendada)

91a. Carreira - 3 m, 1 laç, meia até os últimos 3 pontos, 1 laç, 3 m.
= 233 p.

92a. Carreira - Carreira de Aumento (Avesso) - siga a sequência de pontos:
3 m
KFB
(6 m, M1) repetir 2 vezes
(7m, M1) repetir 29 vezes
6 m, M1
6 m, KFB, 3m

= 267 p.

Início do ponto Ferradura - Horseshoe Lace

93a. Carreira - 3 m (borda), 1 m, * 1 laç, 3 m, 1 sem fazer em meia, 2 jm, passar o sem fazer sobre os 2 jm, 3 m, 1 laç, 1m *
Repetir as instruções entre * até o final da carreira e terminar com 3 m (borda)

94a. Carreira e todas as pares (avesso) - 3 m, tricô até os últimos 3 pontos, 3 m

95a. Carreira - 3 m (borda), * 1 m, 1 laç, 2 m, 1 sem fazer em meia, 2 jm, passar o sem fazer sobre os 2 jm, 2 m, 1 laç, 2 m*
Repetir as instruções entre * até o final da carreira e terminar com 3 m (borda)

97a. Carreira - 3 m (borda), 1 m, * 2 m, 1 laç, 1 m, 1 sfm, 2 jm, passar o sfm sobre os 2 jm, 1 m, 1 laç, 3 m*
Repetir as instruções entre * até o final da carreira e terminar com 3 m (borda)

99a. Carreira - 3 m (borda), 1 m, * 3 m, 1 laç, 1 sfm, 2 jm, passar o sfm sobre os 2 jm, 1 laç, 4 m*
Repetir as instruções entre * até o final da carreira e terminar com 3 m (borda)

Carreiras 101 a 116 - Repetir as carreiras 93 a 100 duas vezes (eu repeti 4 vezes)


Gráfico do ponto ferradura



Finalização

Borda em cordões de tricô - fazer 3 carreiras em ponto meia no avesso e no direito. Arrematar frouxamente. DICA: arremate com agulhas dois números maior que as usadas para tricotar a peça, assim o arremate ficará frouxo ou utilize um método de arremate elástico.


Feito com lã Batik (DK 394 yards) usei dois novelos da cor mescla azul referência 9172.



Receita Original no Ravelry - Jaala Spiro Designs
Tradução autorizada pela autora.




Para Minha Casa dos Sonhos. Todos os direitos reservados. 2017.

QUERO LER O POST COMPLETO

Cachecol Isabel

Cachecol fácil com fio Amiga Floresta PMCS
Este foi para minha amiga Isabel. Já tem duas versões deste cachecol aqui no PMCS e adoro, é fácil, bonito, vai super rápido. Bom para quando a gente precisa agradar alguém com uma lembrancinha. Confira os que eu já mostrei se você ainda não viu:



Cachecol em tons de verde e marrom com fio Amiga Floresta PMCS

Cachecol em tons de verde e marrom com fio Amiga Floresta PMCS

Cachecol em ponto fantasia super fácil de fazer e fica lindo! PMCS <3


Fio Amiga, cor 9201 - floresta -  1 novelo e meio (150g aproximadamente)
Agulha para tricô 8
Agulha de crochê para arrematar e colocar as franjas

Monte 24 pontos. Trabalhe 5 pontos de borda (eu fui de ponto arroz, você pode fazer o ponto que quiser e gostar mais), 14 pontos centrais no fantasia e mais 5 pontos de borda. O meu ficou com 1,60 cm. já com as franjas, de comprimento e 20 cm de largura.

Ponto arroz: 1 meia, 1 tricô. No avesso, inverter, onde é meia faça tricô, onde é tricô faça meia. Sempre assim, alternando os pontos, onde é meia, faça tricô e onde é tricô faça meia. Não tem erro.

Ponto fantasia (sobre os 14 pontos centrais)

1 meia
1 laçada
4 meias
2 pontos juntos em meia
1 mate simples (1 ponto sem fazer em meia, 1 meia, passe o ponto sem fazer sobre o meia feito)
4 meias
1 laçada
1 meia

A lã é super macia, grossa, quentinha. Esta:


Já fiz outro cachecol com a versão "Nublado", que é essa mesclada de cinza e azul, ficou lindo! Veja aqui:



A outra cor é Pingado, em tons de marrom, também já fiz um cachecol com ela mas infelizmente não fotografei e ele já foi embora. Todas as três cores são lindas.

Esse fio é tudo o que o meu espírito hippie curte rsrs, em breve mais receitas.  Te aguardo lá no Ravelry ;-)


https://www.ravelry.com/people/PaulaMello


QUERO LER O POST COMPLETO

Xale Kindness

Xale Kindness Kindness Shawl made by Paula Mello PMCS

Eu sempre quis um xale de tricô, não sabia fazer e tinha uma certa aversão às agulhas circulares. Depois de pesquisar (muito!! vi milhares de opções rsrs) acabei encontrando o Xale Kindness e resolvi tentar.

Xale Kindness Kindness Shawl made by Paula Mello PMCS

Não ficou perfeito, mas me ajudou a entender como é a construção de um xale "crescente", assim como esse, arredondado e que vai crescendo conforme fazemos.

Xale Kindness Kindness Shawl made by Paula Mello PMCS

Não é difícil de fazer, pelo contrário, é fácil. Claro que dá trabalho pelo tamanho e quem nunca usou agulha circular, como eu, pode ter um pouco de dificuldade.

Usei 1 novelo e meio de lã Batik, ela é muito macia e fininha como lã de bebê. Agulhas 5,5 mm. Ficou super leve, quentinho... A transição de cores na lã não é muito suave, o que forma as listras.

Vou usar outras cores desta lã (tem cada uma mais linda que a outra!). Essa em tons de azul é a referência 9172.



Xale Kindness Kindness Shawl made by Paula Mello PMCS

Para terminar, eu não queria fazer carreiras em cordões de tricô, então fiz uma carreira inteira de passa-fita (laçada, dois juntos) e depois arrematei. Por fim, fiz um picô de crochê na borda inteira e achei que ficou muito bom. Adorei fazer e já deixei o modelo salvo para muitas outras versões. Achei que vale a pena, o resultado é muito bonito.

Eu não gosto de blocar meus tricôs, vai de gosto, claro! Assim ele não enrolou em nenhuma parte. E o biquinho de crochê é sempre um charme.

Já pedi autorização para a designer para colocar a tradução da receita. Se ela der, posto aqui. Enquanto isso, confira a receita original no Ravelry (é preciso criar uma conta para ter acesso, é rápido e você terá milhares de receitas gratuitas - inclusive em português. Se você gosta de tricô, precisa estar lá). Clicando no botão abaixo, você vai para o meu perfil e de lá encontra a receita original.

https://www.ravelry.com/people/PaulaMello



Espero que tenham gostado, em breve vou trazer mais um trabalho em tricô. Não reparem na bagunça das minhas estantes rsrs é o único lugar decente que eu tenho para fotografar meus tricôs...

beijosssssss

Paula

QUERO LER O POST COMPLETO

Saroyan: cachecol que virou xale com folhas nas bordas



Seguindo a receita do primeiro Saroyan que eu postei aqui no blog (clique no link para ver)

Usei agulhas 7 mm e lã Retrô da Círculo Cor 5398, um verde musgo com pontinhos cor de laranja =)

Amei essa lã, super macia, bom rendimento, regular, rendeu bem e ficou lindo, sem falsa modéstia!






O primeiro que eu fiz, com lã sedificada, ficou com um problema: enrolava na parte de cima. A borda de 4 pontos é pouco. Por isso eu fiz este totalmente em ponto meia, avesso e direito, ignorando as indicações da receita com relação ao ponto meia no direito e tricô no avesso.

Amei o fio Retrô e já estou com outro projeto que vou fazer com este fio.



Para Minha Casa dos Sonhos. Todos os direitos reservados. 2017.

QUERO LER O POST COMPLETO

Cachecol Saroyan com folhas nas bordas

Meu primeiro cachecol saroyan - Para Minha Casa dos Sonhos - Paula Mello

Este é um lindo cachecol que há tempos eu vinha namorando e nunca começava. Tinha comprado 2 novelos de lã sedificada, infelizmente meu gato acabou com eles rsrs mas como eu não desisto, comprei a lã de novo, na mesma cor verde linda e mandei ver o meu primeiro saroyan.

O padrão de folhas na borda fica muito bonito. Não é difícil de fazer, mas requer atenção, pois há aumentos, diminuições e as instruções para fazer as folhas nas carreiras do direito e do avesso, não dá para se distrair e perder um ponto só porque senão não dá certo.

Meu primeiro cachecol saroyan - Para Minha Casa dos Sonhos - Paula Mello


A receita original é de uma moça chamada Liz Abinante, deixei os detalhes para quem quiser ver mais sobre o cachecol, fotos de outras tricoteiras, trabalhos e patterns da Liz lá no meu perfil do Ravelry, clique aqui para ir:







O Ravelry é uma comunidade de tricoteiras e crocheteiras do mundo todo. Fazendo o seu perfil você tem acesso à milhares de receitas em tricô e crochê que as designers disponibilizam gratuitamente e outras tantas que são vendidas a precinhos bem camaradas. Além disso, existe um fórum que é uma mão na roda para quem está iniciando: todas as suas dúvidas poderão ser respondidas lá. Eu adoro =)

Acabei encontrando a receita traduzida em português no blog Uniami-Crochet, da Lúcia Ramos, muito bom aliás! A receita que eu segui foi a dela e é a que está no final do post.
O cachecol ficou lindo. Leve, delicado, a lã é muito gostosa de se trabalhar e a cor é incrível. Vou fazer outros projetos com ela, pois adorei. Rendeu bem e não encontrei nenhum nó no meio dos dois novelos que eu usei. Não sobrou nada de lã, foi tudo e deu justo.

Meu primeiro cachecol saroyan - Para Minha Casa dos Sonhos - Paula Mello


Essa receita é muito bacana pois a gente pode modificar à vontade, fazendo mais folhas ou menos folhas e obtendo resultados bem diferentes. Por exemplo, na original deve-se fazer 6 folhas na primeira seção, 10 na segunda e mais 7 na última (já vou explicar), foi assim que eu fiz esse, mas terminei outro esta semana com lã grossa e fiz bem diferente, com apenas 3 folhas na parte central e ficou lindíssimo também.

Outra coisa legal é que você pode usar qualquer tamanho de agulha, usando, claro, uma lã que seja adequada à agulha. Assim cada pessoa pode ter o seu cachecol diferente, do seu jeito. Sem neuroses com amostras rsrs

Meu primeiro cachecol saroyan - Para Minha Casa dos Sonhos - Paula Mello
Ficou bem grande: 1,77 m de comprimento e 48 cm de largura na parte mais larga, bem no meio da peça. Além disso, você vai encontrar muitas fotos desse cachecol pela web pois o modelo é bem famoso e milhares de tricoteiras já fizeram, nas mais variadas cores e nos mais diferentes tipos de lã, o que é ótimo para a gente ter referência.

Meu primeiro cachecol saroyan - Para Minha Casa dos Sonhos - Paula Mello

Meu primeiro cachecol saroyan - Para Minha Casa dos Sonhos - Paula Mello

Vamos à receita:

Agulhas 5,5 mm - coloque 11 pontos e trabalhe 4 carreiras em meia. Estas são as chamadas carreiras de base, ou "setup". Na quarta carreira coloque os marcadores de ponto, eles são importantes porque é nesses lugares que serão feitos os aumentos e as diminuições. Fica assim:

4 meias - marcador - 1 meia - marcador - 6 meias

A partir daqui começa a brincadeira. O cachecol é dividido em 3 partes: a seção de aumentos, em que são feitos pontos a mais para que o trabalho "cresça" para um lado, depois a seção "straight" ou CENTRAL, em que a gente trabalha todas as carreiras sem aumentos e sem diminuições, e depois por último, a seção de diminuições, que vai fazer com que o cachecol afine no final do mesmo jeito que cresceu no começo. Deu pra entender? rsrs

O padrão de folhas é formado pela repetição de 14 carreiras. Ou seja, a cada 14 carreiras, uma folha.

Se você já tem prática, pode escolher o seu método preferido para os aumentos, pode ser aumento intercalado, ou aquela laçada invertida que não forma buraco, ou pegar um ponto no meio da trama, ou como é muito usado pelas gringas, ou ainda o tal meia na frente e atrás, quando se faz um ponto meia e no mesmo ponto se insere a agulha na parte de trás e faz-se outro ponto. 

Aqui nesta receita são usados dois tipos de aumentos, o M1L, que quer dizer Make 1 Left, ou seja, 1 aumento à esquerda. O M1L é feito pegando-se o fio da carreira anterior, como mostrado no site das tricoteiras, veja:


Outro aumento utilizado nesta receita é o meia pela frente e por trás, o KFB, knit front and back. Aqui na receita ele é mostrado como 1mFT




As laçadas normais são usadas na parte da folha para formar o desenho. 

Faça uma amostra e treine os aumentos para entender como eles são feitos. Aproveite e aprenda o SSK que é ligeiramente diferente do nosso mate simples (com o mesmo resultado) e serve para diminuir o número de pontos do trabalho.



Outra diminuição usada na receita é o SlK2p: slip 1, knit 2 - é o mate duplo: passe 1 meia sem fazer, faça dois meias juntos e passe o sem fazer sobre os 2 juntos.

Duas observações importantes: primeiro, não se intimide ao olhar a receita. Parece complicado, mas garanto que não é. Segundo, imprima a receita e comece, devagar você pega o jeito e vai embora.

Abreviações da receita: coloquei colorido para ajudar a seguir. 

pm: passe o marcador
M1L - aumento à esquerda
1mFT - meia pela frente e meia por trás
SSK - mate simples
S1K2p - mate duplo

Porquê manter as siglas dos pontos como na receita original em inglês? Para a gente ir se acostumando com os termos. Chega um ponto em que você olha a receita e já entende! A primeira parte da receita eu escrevi por extenso, as demais abreviadas. Imprima e acompanhe as carreiras com atenção, dá certo!

Seção de aumentos (carreiras com aumento marcadas com **)

** 1a. carreira - direito -  (com aumento)
4 meias, passe o marcador, meia até o próximo marcador, 
M1L,  passe o marcador
FOLHA: 3 meias, 1 laçada, 1 meia, 1 laçada, 2 meias

2a. carreira - avesso
FOLHA: 6 tricô,
1mFT, 1 meia
passe o marcador, tricô até o marcador, passe o marcador, 4 meias

3a carreira - direito
4 meias, passe o marcador, meia até o próximo marcador, passe o marcador
FOLHA:  2 meias, 1 tricô, 2 meias, 1 laçada, 1 meia, 1 laçada, 3 meias

4a. carreira - avesso
FOLHA:  8 tricô,
1mFT, 2 meias
passe o marcador, tricô até o marcador, passe o marcador,  4 meias

** 5a. carreira - direito - com aumento
4 meias, passe o marcador, meia até o marcador,
M1L, passe o marcador
FOLHA: 2 meias, 2 tricôs, 3 meias, 1 laçada, 1 meia, 1 laçada, 4 meias

6a. carreira - avesso
FOLHA: 10 tricôs,
1mFT, 3 meias
passe o marcador, tricô até o marcador, passe o marcador, 4 meias

** 7a. carreira - direito - com aumento
4 meias, passe o marcador, meia até o marcador,
M1L, passe o marcador
FOLHA:  2 meias, 3 tricô,
SSK, 5 meia, 2 juntos em meia, 1 meia

8a. carreira - avesso
FOLHA:  8 tricô,
1mFT, 1 tricô, 3 meia
passe o marcador,  tricô até o marcador, passe o marcador, 4 meia

** 9a. carreira - direito - com aumento
4 meia, passe o marcador, meia até o marcador,
M1L, passe o marcador
FOLHA: 2 meia, 1 tricô, 1 meia, 2 tricô,
SSK, 3 meia, 2 juntos em meia, 1 meia

10a. carreira avesso
FOLHA:  6 meia,
1mFT, 1 meia, 1 tricô, 3 meias
passe o marcador, tricô até o marcador, passe o marcador, 4 meia

11a. carreira - direito
4 meia, passe o marcador, meia até o marcador, passe o marcador
FOLHA:  2 meia, 1 tricô, 1 meia, 3 tricô,
SSK, 1 meia, 2 juntos em meia, 1 meia

12a. carreira - avesso
FOLHA:  4 tricô,
1mFT, 2 meia, 1 tricô, 3 meia
passe o marcador,  tricô até o marcador, passe o marcador, 4 meia

** 13a. carreira - direito - com aumento
4 meia, passe o marcador, meia até o marcador,
M1L, passe o marcador
FOLHA:  2 meia, 1 tricô, 1 meia, 4 tricô, SlK2p, 1 meia

14a. carreira - avesso
FOLHA: 2 juntos em tricô, arrematar 3 p, 1 meia, 1 tricô, 3 meia
passe o marcador, tricô até o marcador, passe o marcador, 4 meia



Faça as 14 carreiras para obter 1 folha na borda. Repetir tantas vezes quantas folhas você quiser no seu cachecol, apenas lembre que depois você deverá fazer o mesmo número de folhas na seção de diminuição, para que as duas pontas do cachecol fiquem iguais.


Seção central - não tem aumentos no cachecol - atenção para os aumentos da folha - instruções entre colchetes e em verde:


1-   4m, pm, m até o marcador, pm, [ 3m, 1 laç, 1 m, 1laç, 2 m ].
2-   [ 6 t, 1mFT, 1 m], dm, t até o marcador, dm, 4 m.
3-   4m, pm, m até o marcador, pm, [ 2 m, 1 t, 2 m, 1 laç, 1 m, 1 laç, 3 m ].
4-   [ 8t, 1mFT, 2 m ], pm, t até o marcador, pm, 4 m.
5-   4 m, pm, m até o marcador, pm, [ 2 m, 2 t, 3 m, 1 laç, 1 m , 1 laç, 4 m].
6-   [ 10 t, 1mFT, 3 m ], pm, t até o marcador, pm, 4 m.
7-   4m, pm, m até o marcador, pm, [ 2m, 3 t, SSK, 5 m, 2 jm, 1 m ]
8-   [ 8 t, 1mFT, 1 t, 3 m ], dm, t até o marcador, 4 m.
9-   4m, pm, m até o marcador, pm, [ 2m, 1 t, 1 m, 2 t, SSK, 3 m, 2 jm, 1 m ].
10- [ 6 t, 1mFT 1 m, 1 t, 3 m], pm, t até o marcador, pm, 4 m.
11- 4 m, pm, m até o marcador, pm, [ 2 m, 1 t, 1 m, 3 t, SSK, 1 m, 2 jm, 1 m].
12- [ 4 t, 1mFT, 2m, 1 t, 3 m ], pm, t até o marcador, pm, 4 m.
13- 4m, pm, m até o marcador, pm, [ 2 m, 1 t, 1 m, 4 t, SlK2p, 1 m].
14- [ 2 jt, arrematar 3 pontos, 1 m, 1 t, 3 m], pm, t até o marcador, pm, 4 m.

Seção de diminuições

1-   4 m, pm, m até os 3 pontos antes do marcador, 2 jm, 1 m, pm, [ 3 m, 1 laç, 1 m, 1 laç, 2 m ].
2-   [ 6 t, 1mFT, 1 m], pm, t até o marcador, pm, 4 m.
3-   4 m, pm, m até o marcador, pm, [ 2 m, 1 t, 2 m, 1 laç, 1 m, 1 laç, 3 m].
4-   [ 8 t, 1mFT, 2 m ], pm, t até o marcador, pm, 4 m.
5-   4 m, pm, m até os 3 pontos antes do marcador, 2 jm, 1 m, pm, [ 2 m, 2 t, 3 m, 1 laç, 1 m,
      1 laç, 4 m
].
6-   [ 10 t, 1mFT, 3 m], pm, t até o marcador, 4 m.
7-   4 m, pm, m até os 3 pontos antes do marcador, 2 jm, 1 m, pm, [ 2m, 3 t, SSK, 5 m, 2 jm, 1 m]
8-   [ 8 t, 1mFT, 1 t, 3 m ], pm, t até o marcador, pm, 4 m.
9-   4 m, pm, m até os 3 pontos antes do marcador, 2 jm, 1 m, pm, [2 m, 1 t, 1 m, 2 t, SSK, 3 m,
      
2 jm, 1 m].
10- [6 t, 1mFT, 1 m, 1 t, 3 m], pm, t até o marcador, pm, 4 m.
11- 4 m, pm, m até o marcador, pm, [ 2 m, 1 t, 1 m, 3 t, SSK, 1 m, 2 jm, 1 m ].
12- [ 4t, 1mFT, 2m, 1 t, 3 m ], pm, t até o marcador, pm, 4 m.
13- 4 m, pm, m até os 3 pontos antes do marcador, 2 jm, 1 m, pm, [ 2 m, 1 t, 1 m, 4 t, SlK2p,
       1 m
].
14- [ 2 t, arremate 3 pontos, 1 m, 1 t, 3 m], pm, t até o marcador, pm, 4 m.

Repetir as carreiras 1 à 14 (6 vezes) ou o mesmo número de vezes da Seção de Aumentos.

Na última repetição, as carreiras 13 e 14 da seguinte maneira:

13- 4 m, pm, 2 jm, pm, [ 2 m, 1 t, 1 m, 4 t, SlK2p, 1 m]
14- [2 jt, arremate 3 pontos, 1 m, 1 t, 3 m], remova o marcador, 1 t, remova o marcador, 4 m.

Sobrarão 11 pontos na agulha, termine com 4 carreiras em meia.
Arremate todos os pontos.

Sobre blocar a peça: as gringas costumam blocar os xales. Como as lãs que elas usam são lãs de verdade e não acrílicos como a gente costuma usar aqui, blocar exige cuidado, pois pode derreter o fio. Eu pessoalmente não gosto, prefiro simplesmente mergulhar a peça em água com amaciante, escorrer o excesso, enrolar em uma toalha de banho limpa e depois deixar secando sobre outra toalha, na horizontal. Só isso faz com que os pontos fiquem certinhos. 

Caso você queira blocar de verdade faça uma amostra primeiro para testar a resistência da lã. Blocar deixa o tricô plano, sem relevos e ele fica sim ralinho... 

Vai de gosto, como tudo na vida. Certo? 

Bons tricôs!! 

Semana que vem vou postar o mesmo trabalho feito com lã grossa, ficou divino. 

Aguardem =)

beijossssss da 

Paula


Para Minha Casa dos Sonhos. Todos os direitos reservados. 2017.





QUERO LER O POST COMPLETO